Tadashi Kawamata no L.AR d’Os Espacialistas – Universidade Lusíada.

Autor: Os Espacialistas/terça-feira, 21 de agosto de 2018/Categorias: Notícias, FAA

Rate this article:
3.0
Na aproximação à data do primeiro workshop interdisciplinar do MAAT (Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia) para estudantes e profissionais de Arte e Arquitectura, orientado pelo artista japonês Tadashi Kawamata e pel'Os Espacialistas, dar-se-á aqui especial destaque ao objectivo específico deste evento sem precedentes, coproduzido e com lugar na Universidade Lusíada, de 28 a 31 de Agosto de 2018.

Se o objectivo geral do workshop é o desenvolvimento de "[…] um trabalho prático em torno dos pontos de contacto entre a arte e a arquitectura, incluindo noções de composição artística, o tratamento de conceitos e materiais, bem como as relações com o espaço expositivo"[1], a sua consequência mais directa é a criação das cinco composições modelares que irão definir formalmente a instalação artística, com inauguração prevista para o dia 4 de Outubro, na Sala Oval, o espaço expositivo central do MAAT.

O artista japonês e professor do Departamento de Práticas Artísticas da École nationale supérieure des beaux-arts de Paris (ENSBA) partilha com o colectivo arquitectónico a criação de atmosferas lúdicas, de cooperação, favoráveis à irrupção de processos criativos, sem prejuízo da disciplina indispensável a todas as práticas artísticas. Neste sentido, em ambos os casos, a dissolução das hierarquias clássicas dá lugar à demanda da obra de arte. Por outro lado, quer para o artista Tadashi Kawamata, quer para Os Espacialistas as maquetes decorrem, antes de mais, de processos de essencialização; são microcosmos do seu – imenso – mundo. No L.AR, Laboratório de Arquitectura e Arte, aberto aos estudantes da Universidade Lusíada e público em geral, podem ser vistas e experienciadas algumas destas maquetes, assim como usufruir da atmosfera lúdica própria desta sala de aula experimental na companhia d'Os Espacialistas.


Tadashi Kawamata + Os Espacialistas from Os Espacialistas on Vimeo.


O facto de o artista ser oriundo de um país que privilegia a tecnologia – o gadjet – tornara-o, segundo tem vindo a referir, um activista; crítico à sobrecarga tecnológica e tecnocrata, que, a par do que sucede na arquitectura, quer na sua produção, quer na sua recepção, tem vindo a exterminar o essencial do habitar, e desta maneira, a desenhar inconscientemente as fracturas sociais do espaço público. Daí que algumas das suas instalações tenham recebido o epíteto de haikus arquitectónicos; formas poéticas curtas do habitar, abertas ao sentido.

A "experiência imersiva" que o artista propõe para a Sala Oval do MAAT, a onda criada com detritos plásticos recolhidos na costa portuguesa pela Brigada do Mar  e outras associações de voluntários, os materiais com os quais serão criadas as cinco composições modelares, visa, portanto, um entendimento mais profundo da Era do Antropoceno, a qual nos encontramos, em que somos responsáveis pela extinção de milhares de espécies da fauna e flora, como consequência do nosso estilo de vida.

Mas a experiência de imersão pretende ir mais longe: Tadashi Kawamata refere-se a todos os participantes dos workshops que tem vindo a desenvolver ao longo da sua carreira, como a primeira e principal audiência, entendendo por principal audiência a que mais literalmente se envolve; porque criticamente, com as mãos 'na' obra. O artista assume também, deste modo, um distanciamento crítico da clássica distribuição hierárquica de tarefas, especialidades e processos burocráticos, própria de um enquadramento positivista do projecto, nomeadamente, o de arquitectura, por vezes conducente a um posicionamento acrítico e/ou de abstenção criativa dos seus intervenientes.

Aguardamos então expectantes pelos contributos desta lição de ecologia transdisciplinar e participada; informalmente formativa, porque informada pela experiência arquitectónica e artística de todos os envolvidos e, por assim ser, espontaneamente colaborativa.

Legenda e créditos das imagens (da esquerda para a direita):

[1] Cartaz do workshop (Os Espacialistas, 2018).
[2] Ego-Eco Mask. Lisnave (Os Espacialistas, 2018).
[3] Under the Water-Metz, Tadashi Kawamata (Tadashi Kawamata, Fabrice Seixas e archives Kamel Menour, Internet, 2016).
[4] Os Espacialistas no L.AR (Os Espacialistas, 2015).
[5] (Re)MAAT na Lisnave (Os Espacialistas, 2018).
[6] A Criação (do Mundo) em Rede (Os Espacialistas, 2018).
[7] Tree Huts in Bruge n.º 5, Tadashi Kawamata (Tadashi Kawamata, Ferdinand Ullrich e Kamel Menour, 2008).
[8] [Tree Hut Maquette] Over the influence, Tadashi Kawamata (Kamel Menour archives, Internet, s.d.).
[9] Kawamata Maquettes 1983-2015, 6 Rue du Pont de Lodi, Paris 6, Tadashi Kawamata (Tadashi Kawamata, Fabrice Seixas, e Kamel Menour, Internet, 2015).
[10] L.AR. Mesas de Apanhas e Encontros (Os Espacialistas, 2017).
[11] People's Garden [Work in Documenta] (Tadashi Kawamata, Leo van der Kleij e Kamel Menour, Internet, 1992).
[12] Tree Huts, Tadashi Kawamata (Tadashi Kawamata, Ferdinand Ullrich e Kamel Menour, Internet, 2008).
[13] L.AR Síntese (Os Espacialistas, 2017).
[14] Materiais do primeiro workshop interdisciplinar do MAAT para estudantes e profissionais de Arte e Arquitetura_Lisnave (Os Espacialistas, 2018).
[15] As Casas do Po(L)vo. Lisnave (Os Espacialistas, 2018).
[16] Tree Huts at Place Vendôme (Tadashi Kawamata, Fabrice Seixas, Kamel Menour e Annely Juda Fine Art, Internet, 2013).
[17] Grandamaison, Tadashi Kawamata (Tadashi Kawamata e Kamel Menour, Internet, 2008).
[18] Os Espacialistas no L.AR (Os Espacialistas, 2015) (Repete intencionalmente).
[19] Vídeo de apresentação do workshop Tadashi Kawamata com Os Espacialistas (Os Espacialistas, Internet)

Print

Número de visualizações (417)/Comentários (0)

Os Espacialistas
Os Espacialistas>

Os Espacialistas

Other posts by Os Espacialistas

Please login or register to post comments.